Mensagens para alimentar o seu espírito!

Amigos, diariamento vou procurar postar alguma mensagem de Jesus para o seu dia ser melhor. Vou publicar o estudo de escatologia que fiz para a nossa igreja, além de mostrar os movimentos da Nova Ordem Mundial a todos. Que Deus possa estar em suas vidas a cada dia!
Amigos, visitem o meu canal no Youtube: http://www.youtube.com/user/linotche13

Loading...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Sede cumpridores da Palavra!


Em 1 Te.2:13 o Apóstolo Paulo nos ensina: “Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes.”
O nosso Eterno Criador e Senhor Jeová, nos envia os ensinamentos para uma vida correta aos Seus olhos e nunca devemos nos esquecer, como escreveu o Apóstolo Pedro em 1 Pe.1:25: “Mas a palavra do Senhor permanece para sempre”.
Jesus nos fala por parábolas, como citado ateriormente a letra viva, o que isso quer nos dizer? Como alcançamos o entendimento do Espírito Santo para que a letra vivifique a Palavra de Deus? Como nossos ouvidos passem a ser dignos de escutar e entender o que o nosso Salvador e Redentor, Jesus Cristo veio nos dizer e confirmar da Santa Palavra de Deus?
No evangelho escrito pelo Apóstolo João, Jesus ao falar com Nicodemos, nos mostra este caminho, vejamos abaixo Jo.3:5 e 6:
5: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
6: O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Jesus nos ensina que devemos aceitá-lo como nosso único e verdadeiro redentor, arrependermo-nos dos nossos pecados e sermos batizados, pois ao descermos as águas do batismo, desce o velho homem carnal e emerge o novo homem espiritual, morada e templo do Espírito Santo. A palavra de Deus nos é dada para alimentar nossos espíritos, sendo carnais como isso seria possível? Portanto busquemos a vida em Espírito, tenhamos fé em nosso Deus, em Mt.6:33, Jesus diz; “Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas”.
Devemos buscar a vida de entrega ao nosso Deus, de dedicação, consagração, porque é nas coisas do Reino de Deus que está o caminho seguro para lá chegarmos e vivermos a vida que Deus deseja para os seus filhos. Porém se não tomarmos posse da Graça de Deus, que nos é dada pelo Sangue de Jesus, Ele nos alerta no evangelho do Apóstolo João Jo.3:17-19:

17: Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18: Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
19: E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.

Hoje vivemos em um mundo onde as tentações estão ao alcanse de nossas mãos, tudo muito fácil, tudo muito próximo, sejam pelos programas que a televisão traz aos nossos lares, sejam pelas ofertas da internet, sejam pelas chamadas dos nossos “amigos”, tudo muito sem compromisso, tudo sem muita consequência. O inimigo usa de artimanhas variadas para tragar as almas dos desavisados, devemos vigiar. Precisamos buscar na sabedoria que Deus nos ensina em Sua Santa Palavra, através do Espírito Santo, o que pode parecer inofencivo, na verdade pode ser a armadilha que pode nos custar a salvação. Precisamos vigiar e orar, em 1 Pe.5:8 este tema fica muito claro: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”.

Que a Paz de Deus esteja em suas vidas meus irmãos e irmãs! Amém
Jesus nos mostra o caminho certo, preparado para os filhos de Deus e adverte sobre o outro caminho que é errado em Mt.7:13 e 14, “entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz a perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem” .

sábado, 19 de junho de 2010

TIAGO CAPÍTULO 1:22


“E SEDE CUMPRIDORES DA PALAVRA, E NÃO SOMENTE OUVINTES, ENGANANDO-VOS COM FALSOS DISCURSOS”
Sempre que falamos na Palavra de Deus, devemos remeter este entendimento a letra viva que se dá pela interseção do Espírito Santo em nosso entendimento, fazendo com que a palavra que sai da Bíblia Sagrada se torne alimento para o nosso Espírito. A leitura da Palavra de Deus deve sempre se dar com a participação do Espírito Santo, com a reverência do Amor e Temor que temos por nosso Deus e Sua Palavra. Eis que Jesus vem e bate a nossa porta, cabe a nós abrí-la ou não.
Para melhor exemplificar proponho a leitura da seguinte passagem em Mt.14:25 a 31:
25: Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar.
26: E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo.
27: Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.
28: E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
29: E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
30: Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!
31: E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?
O que aprendemos com esta passagem? Quando o Apóstolo Pedro pediu ao nosso Senhor Jesus Cristo para que fosse com Ele sobre as águas e Jesus consentiu, naquele momento Pedro coloca o primeiro pé sobre as águas e sente que pisa sobre rocha sólida, coloca o segundo pé e da mesma forma sente que a água o suporta como se ele pisasse em rocha e fica em pé sobre as águas ao lado de Jesus Cristo. Porém Pedro teme ao sentir o vento forte, se esqueceu que não caminhava sobre o mar, mas sim sobre a palavra de Jesus, Pedro considerou que, ele Pedro, é que caminhava sobre o mar, neste momento começou a afundar. Jesus o salvou e lhe advertiu por ter duvidado e pela pouca fé. O que aprendemos é que em nossas vidas diárias, da mesma forma vamos passar por vários caminhos e situações, alguns firmes, outros perigosos e difíceis, mas se tivermos fé e entrega à palavra de Deus e caminharmos sobre ela, jamais afundaremos, jamais pereceremos, mas contudo, quando caminharmos a trilha da dúvida e falta de fé, por certo afundaremos. A misericórdia de Deus é grande, Jesus nos socorrerá, mas precisamos estar sempre sobre o caminho da Palavra de Deus e certamente sempre caminharemos sobre o caminho sólido como rocha, seguindo o nosso Salvador. Por isso Ele nos ensina no mesmo livro de Mt.7:24 e 26:
24 Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
26 E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
Busquemos ser prudentes aos olhos do Senhor, não sejamos néscios ou insensatos, Deus espera entrega de nossa parte, Deus espera fé plena em Seu amor e misericórdia por nós.
Amém!

terça-feira, 15 de junho de 2010

A consumação dos Tempos


Malaquias nasceu em Armagh, Irlanda em 1094. Foi batizado como Maelmhaedhoc, e seu nome "latinizado" é conhecido como Malaquias. Tornou-se sacerdote por Al Morir San Celsus em 1119. Depois de sua ordenação como sacerdote da igreja Romana, continuou seus estudos de liturgia e teologia em Lismore, San Malchus. Em 1124 foi consagrado bispo de Condor. Com a morte de San Cellus, Malaquias foi nomeado Arcebispo de Armagh em 1132, por sua grande humildade e dedicação.
As intrigas não o permitiram assumir o cargo por dois anos. Em três anos restaurou a disciplina eclesiástica em Armagh. Segundo Bernardo, Malaquias tinha um dom para a religião. Em 1139 viajou para Roma e no caminho visitou Bernardo em Clairvaux. Lá começou seu legado com a Irlanda. Ao regressar via Clairvaux, juntou cinco monges para fundar na Irlanda a grande abadia de Mellifont em 1142. Em uma segunda viajem a Roma, Malaquias chegou doente a Clairvaux e morreu nos braços de Bernardo em 2 de novembro.
Muitos milagres foram atribuídos a Malaquias (milagres somente Jesus Cristo pode operar), mas ele também era conhecido pelo seu dom de visões de profecias.
Foi canonizado pelo papa Clemente III em 6 de julho de 1199. Sua festa é celebrada em 3 de novembro.

Profecias de Malaquias

Sobre sua própria morte
Segundo Bernardo, Malaquias anunciou o dia exato de sua morte (dois de novembro) estando com ele na abadia de Clairvaux.

Sobre a Irlanda
Anunciou que a Irlanda, sua pátria, será oprimida e perseguida pela Inglaterra, trazendo desgraças por sete séculos, que preservaria a fidelidade a Deus e a sua Igreja em meio a todos os problemas. No fim desse período a Irlanda seria libertada e seus opressores castigados e será instrumento fundamental para trazer a fé de volta a Inglaterra. Essa profecia foi copiada por Dom Mabillon de um antigo manuscrito de Clairvaux e transmitida pelo sucessor de Oliver Plunkett.

Sobre os Papas
A mais famosa das profecias atribuídas a Malaquias é sobre os Papas. Ela é composta de "lemas" para cada um dos 112 papas, desde Celestino II, eleito em 1130, até o fim do mundo. Esses "lemas" descritivos dos papas podem se referir a um símbolo de seu país de origem, a seu nome, seu escudo e armas, a seu talento ou a qualquer outra coisa referente ao Papa. Por exemplo, o lema de Urbano VIII é "Lilium et Rosa"; A era de Florença, Itália, cujo escudo tem uma flor-de-lis. Foi muito discutido se Malaquias é o verdadeiro autor das profecias. Alguns historiadores acreditam que o manuscrito original foi escrito até o século XVI. Se Malaquias é o autor das profecias, essas ficaram desaparecidas por mais de 400 anos.
No século XVII, o Padre Menestrier, jesuíta, presenciou um a hipótese de profecia ser um plágio para influenciar as eleições de Gregório XIV no conclave de 1590. O lema que corresponde a este papa na profecia é "antiquitate urbis", que faz uma alusão a sua cidade natal e sede episcopal, Orvieto (Latin: Urbs vetus). Não existem provas para os acusadores de fraude. Porém, um dos mais respeitados historiadores do século XVI, Onófrio Panvinio, corregedor e revisor da Biblioteca do Vaticano em 1556, parece aceitar completamente a autenticidade da profecia de Malaquias.
Abaixo, a lista de todos os lemas dos papas. No fim da lista estão os nomes dos últimos papas citados por Malaquias:

105 Fides Intrepida - A Fé Intrépida
Pío XI (1922 -1939).

106 Pastor Angelicus - O Pastor Angélico
Pío XII (1939-1958).

107 Pastor et Nauta - Pastor e Navegante
João XXIII (1958-1963)

108 Flos Florum - A Flor das Flores
Paulo VI (1963-1978).

109 De Medietate Lunae - Da Meia Lua
João Paulo I (1978).

110 De Labore Solis - Do Trabalho do Sol
João Paulo II (1978 - 2005).

111 De Gloria Olivae - Da Glória da Oliveira
Bento XVI (2005 - hoje).

112 Petrus Romanus In psecutione. extrema S.R.E. sedebit Petrus Romanus qui pascet oves in multis tribulationibus: quibus transactis civitas septicollis diruetur, Iudex tremendus iudicabit populum. Finis.
Pedro Romano
Na derradeira perseguição da Igreja Romana estará sentado (no sólio de Pedro) Pedro Romano (possível falso profeta), que "apascentará" suas ovelhas em meio a múltiplas tribulações: as quais transcorridas, a cidade das sete colinas destruída, o Juiz poderoso (DEUS) julgará o povo. Fim.