Mensagens para alimentar o seu espírito!

Amigos, diariamento vou procurar postar alguma mensagem de Jesus para o seu dia ser melhor. Vou publicar o estudo de escatologia que fiz para a nossa igreja, além de mostrar os movimentos da Nova Ordem Mundial a todos. Que Deus possa estar em suas vidas a cada dia!
Amigos, visitem o meu canal no Youtube: http://www.youtube.com/user/linotche13

Loading...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Um Missionário chamado Paulo!


Um homem de destaque: O apóstolo Paulo individualmente mantém o lugar de maior missionário da igreja primitiva. “Ele tem sido ao mesmo tempo o protótipo, o modelo, e a inspiração de milhares de sucessores”. Paulo é visto como o maior missionário de todos os tempos – alguém que conduziu um ministério extraordinário de estabelecer o cristianismo desde a sua base até assegurar seu crescimento e estabilidade nos séculos seguintes. De um ponto de vista estritamente humano, Paulo é de diversos modos um homem comum, que enfrentava problemas que a todos nós, porém sua fé em Deus e por se fazer imitador de Cristo, ele pôde fazer a obra que Jesus lhe chamou para fazer, mostrando a nós, gentios o caminho da Salvação e Redenção. Em pouco mais de 9 anos, Paulo estabeleceu a igreja em quatro províncias do Império. Galácia, Macedônia, Acaia e Ásia. Antes de 47 DC, não havia igrejas nessas províncias. Em 57 DC, Paulo já podia vislumbrar que a obra que lhe fora designada, estava em pleno andamento. Paulo concentrava seus esforços em centros populacionais estratégicos – centro de comércio e de influências políticas, dos quais o evangelho seria rapidamente levado para outras regiões circunvizinhas. Buscou estabelecer igrejas independentes e que estivessem ao serviço de Jesus.
Todos nós somos chamados a fazer missões, obedecer ao “ide” de Jesus, certamente as almas serão salvas, e a Palavra será propagada e o nome do Senhor será glorificado.
Você quer participar desse exército de missionários?

Permita ao Espírito Santo te moldar!


O Espírito Santo vocaciona Missionários (At 13.2,3).
Barnabé e Saulo não se ofereceram voluntariamente. A Igreja de Antioquia não tomou nenhuma decisão sobre o assunto. Apenas reconheceu que a iniciativa foi do Espírito Santo, e não criou embaraços à realização da obra. A responsabilidade dos missionários consistia em atenderem à indicação do Espírito Santo. A posição da igreja é reconhecer entre os seus membros aqueles que o Senhor, o Espírito Santo, está vocacionando para missões.
O Espírito Santo escolhe os campos missionários (At 8.26).
Paulo foi impedido pelo Espírito Santo de ir à Bitínia, mas teve a visão do homem da Macedônia pedindo-lhe que viesse (At 16.6,10). A razão dessa proibição deve ser que todos os homens em todo lugar têm a mesma necessidade, o mesmo direito de ouvir o Evangelho. Paulo já havia pregado nas regiões da Ásia, agora era a vez da Europa. O Espírito Santo impediu o plano deles, obrigando-os com isso a descerem para Troas, um porto marítimo da Mísia, onde teriam a visão que os chamariam para irem à Macedônia (At 16.9-12). O Espírito Santo dirige o Rebanho. Diante dos presbíteros de Éfeso, Paulo declarou: “Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos…”(At 20.28), o que denota ser Ele o líder da igreja.

Sua missão nesta obra, qual é?


É a sua principal missão: alcançar toda criatura através do evangelho.
Quais os principais obstáculos de missões: Comunicação pouco eficiente, onde os membros da Igreja não recebem explanação desta obra tão importante. Quando todos entendem o que está sendo feito, todos certamente se unirão a fazer o que o nosso Salvador e Senhor nos ordenou. “Missões se faz com os pés dos que vão so campo missionário, com os joelhos dos que ficam e oram e com as mãos daqueles que contribuem”. A Fé em Jesus e na providência de Deus são elementos de suma importância nesta caminhada.
Como superar estes obstáculos: Sabedoria na divulgação do que está sendo feito no campo missionário, explanação de como os irmãos podem fazer parte desta obra e envolver a comunidade da igreja nesta cruzada evangelística. Obediência – Fé – Amor – Preparo - Comprometimento – Organização, todas palavras chave para bem realizarmos a vontade do Eterno.
O Espírito Santo é o Comandante de Missões.
“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” At 1:8
“ O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu, para pregar as boas novas aos quebrantados, enviou a curar os quebrantados enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos, e a pôr em liberdade os algemados…” Is 61:1
O Espírito Santo é quem dirige, motiva, impulsiona e conduz a Igreja a cumprir sua tarefa missionária. Assim como é indispensável fazer a obra missionária no poder do Espírito Santo é impossível haver poder do Espírito Santo atuando com liberdade e permanência sem amor pelas almas a serem salvas. O Espírito Santo é o Consolador, deixado por Jesus Cristo para o cumprimento do “Ide” de Mt 28.20, dando assim à Igreja sua gloriosa presença, para dirigí-la, orientá-la e discipliná-la. O Espírito Santo é mencionado em cada declaração a respeito da grande comissão. Ex. Os dois mandamentos “Ide” e “Ficai” em Jerusalém, para receberem o poder que lhes daria condições para evangelizar o mundo. Pentecostes é o preparo essencial para missões, pois, sem o poder divino do Espírito Santo, não podemos esperar que nossa mensagem entre nos corações daqueles que ainda não conhecem a Jesus (At 2.29; 4.13,31; 9.27,28; 14.13).
O revestimento do poder do Altíssimo é indispensável a qualquer missionário. Para se obter este revestimento, se faz necessário consagração constante do crente, estando constantemente anelado com o Espírito Santo. O crente recebe o Espírito Santo como dádiva, em conseqüência da ascensão de Cristo. Este é o primeiro ato, em que o Espírito entra na nossa vida para fazer nele a sua morada. Outro aspecto é a entrega do crente para que o Espírito Santo o possua de tal modo que o seu ser esteja a serviço da causa de Cristo. O Senhor Jesus recomendou que Seus discípulos não saíssem de Jerusalém sem terem recebido o poder do Espírito, pois tal poder é imprescindível para qualquer trabalho na Igreja do Senhor, principalmente para a obra missionária (At 1.8 e Lc 24.49).

Conquistando uma cidade para Jesus!


“ O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de corações, a proclamar libertação aos cativos e pôr em liberdade os algemados; E apregoar o ano aceitável do Senhor, e o dia de vingança do nosso Deus, a consolar todos os que choram, e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria em vez de pranto, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; afim de que se chame carvalho de justiça, plantados pelo Senhor para as sua glória.” Is 61:1-3
Fazer Missões está no coração de Deus. Deus Pai foi o maior missionário quando enviou seu único Filho para salvar a humanidade de seus pecados ( Jo 3:16 ). A igreja que verdadeiramente ama às almas e faz a vontade de Deus é aquela que seu objetivo e alvo está concentrado em Missões. Estamos fazendo missões? Se você está pregando o evangelho perto ou longe, a resposta é sim, porque uns dizem que para fazer missões não precisa sair de seu país e nem de seu estado e município e bairro, faz-se missões até mesmo em casa.
Mas o que é mesmo missões e quais as implicações no contexto em que vivo?
A IMPORTÂNCIA DE MISSÕES
Missões e sua importância estão ligadas diretamente ao amor de Deus pelos homens. Fazer missões é participar do grande projeto de Deus de salvação da humanidade. Fazer missões é fazer a vontade de Deus. I Tm 2:4 Fazer missões é obedecer à ordem do mestre.
Obediência ao Senhor.
A Igreja enquanto Corpo de Cristo, deve obediência a Cristo. Todos obedecem ao chamado do Senhor, quando O aceitamos como Salvador. O Senhorio de Cristo em nossas vidas deve ser mais do que verbal, deve ser de obediência incondicional à sua vontade (2 Pe 3:9). Nós somos os embaixadores para levar esta mensagem de salvação.
Quando os filhos de Deus exercitam a obediência ao levar a mensagem das boas novas do Salvador, a igreja cresce e se expande. Obediência é seguir ao Mestre: “toma a tua cruz e segue-me.” Obediência em buscar e encontrar os irmãos perdidos, obediência em alimentar os novos crentes em Cristo com a Sua Santa Palavra, alimento puro, maná dos céus para os espíritos dos filhos de Deus.
“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16.15).
A palavra traduzida “ide” é uma determinação de Jesus a todos que o seguem. “Fazei discípulos” é a atividade central indicada na grande comissão. Devemos levar as pessoas à conversão em Cristo, Jesus e permitir ao Espírito Santo transformá-las em discípulos do Messias, servos que fazem a vontade dEle. A obediência aos mandamentos missionários significa que aceitamos a responsabilidade de fazer Cristo conhecido no mundo inteiro.
Os rios estão sempre indo e, aonde vão, levam a vida, a liberdade e a alegria; enquanto o pântano, com suas águas estagnadas, é só inércia e morte , porque o pântano não vai, só recebe, pára e morre. Quando Jesus disse às suas Igrejas: “Ide”! Ele quis fazer delas rios para abençoar o mundo e livrá-las da desgraça de serem pântanos.