Mensagens para alimentar o seu espírito!

Amigos, diariamento vou procurar postar alguma mensagem de Jesus para o seu dia ser melhor. Vou publicar o estudo de escatologia que fiz para a nossa igreja, além de mostrar os movimentos da Nova Ordem Mundial a todos. Que Deus possa estar em suas vidas a cada dia!
Amigos, visitem o meu canal no Youtube: http://www.youtube.com/user/linotche13

Loading...

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

As Asas da Salvação


Malaquias, capítulo 4:
1. Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como a palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo.
2. Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria.
Deus nos prometeu que nasceria o sol da Justiça, Sua Justiça, sem erros, sem paixões humanas, mas a sã justiça de Deus, para os homens, para que nós a recebêssemos. Jesus nasceu, Deus e Homem, a luz do mundo, o Sol da terra. Veio para reconciliar a criação com o Criador, veio para vencer o pecado e venceu. Veio para ser o nosso exemplo e o é, este homem e Deus, filho Unigênito do Eterno e Altíssimo Deus, cordeiro perfeito, sem mancha e sem pecado, cordeiro de Deus, que veio tirar o pecado do mundo. Malaquis nos diz que o sol da justiça, Jesus, traria a cura nas suas asas, Jesus era um Rabi, por isso usava um traje especial para os Rabis, que se chama Talit. O traje tinha franjas especiais em suas pontas, eram longas e enlaçadas em azul, estas franjas eram conhecidas como as asas da vestimenta do Rabi. Nos evangelhos de Mateus no capítulo 9:20, Marcos no capítulo 5:25 e em Lucas no capítulo 8:43, conhecemos a história da mulher com fluxo de sangue, que havia 10 anos estava com esta enfermidade, que havia gastado todas as suas posses e não encontrava a cura e ela sabia e acreditava, com muita fé, que se tocasse na orla das vestes de Jesus seria curada, ela sabia que se tocasse nas asas das vestes do Rabi encontraria sua cura e tocou e foi curada, pois o Sol da Justiça, Jesus Cristo, trazia a cura nas suas Asas como Malaquias nos profetizou. Esta cura pode ser física ou espiritual, no livro de Atos dos Apóstolos no capítulo 3, vos versos de 6 a 8, Pedro e João estão entrando pela porta formosa do templo e encontram aquele homem que desde o ventre de sua mãe era coxo e ali o colocavam todos os dias para pedir esmolas. Este pediu esmola a Pedro e o mesmo respondeu: “não tenho ouro nem prata, mas o que tenho te dou, em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” Logo Pedro o ajudou a levantar e estava curado, a Palavra nos diz que ele saiu andando e saltado e louvando a Deus, como na escritura saltando como bezerro na estrabaria. O mesmo se deu com os discípulos de Jesus, que foi visto com vida por 40 dias pelos seus seguidores, que quando da sua ascenssão ao Pai, mandou que os seus discípulos fossem estar reunidos e esperassem que os Espírito de Dues virio e os encheria com Sua Glória e conforme prometido, 10 dias depois o espírito veio sobre eles e foram cheios do Espírito e falavam em linguas e profetizavam e davam Glórias a Deus, saltando também como bezerros ma estrebaria.
O mesmo que sentimos hoje, quando somos tomados pelo Espírito Santo e somos curados, batizados e somos cheios da Glória de Deus, ficamos felizes, louvamos a Deus, falamos em línguas e professamos nossa fé no ressureto Salvador, Jesus Cristo de Nazaré!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Receba a Salvação pela Graça e viva pela Graça!


Na Epístola de Paulo aos Gálatas, capítulo 1, nos versos de 6 a 12, lemos:
6. Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;
7. O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
8. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
9. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.
10. Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.
11. Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens.
12. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.
Nos dias em que vivemos, os dias da igreja de Laodicéia, a igreja morna, como está revelado no livro de Apocalipse, capítulo 3, verso 16: “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca”. Estamos vendo movimentos que trazem novos evangelhos, não aquele revelado pelo Eterno, mas aquele que busca se adaptar as cuncupiciências da carne, não mais o evangelho que nos anuncia a Salvação pela Graça, dada pelo sacrifício do Cordeiro de Deus, que pagou por todos os pecados havidos e por haver. A Graça que nos é dada de graça pela fé, basta crermos que Jesus se entregou por nós e que pelo Seu Sagrado sangue fomos redimidos com o nosso Altíssimo Pai Celestial. Muitas pessoas podem perguntar, mas e as obras, mas se somos salvos pela fé e recebemos a Cristo Jesus em nossos corações, a evidência disso é a mudança do homem velho em um homem novo, que vive espiritualmente, pelo fruto do Espírito (Gl.5:22 - Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança). Desta forma a vontade de Deus é parte deste novo homem, renascido para uma vida espiritual e no caminho de Jesus, é dizer as obras já não serão obras e sim o desejo de ser parte da obra de Deus, este novo homem não faz nada em busca de recompensa e sim faz tudo por ser grato pelo presente da salvação pelo Sangue de Jesus Cristo.
Porém nossa realidade cotidiana nos mostra homens sem escrúpulos, egoístas, amantes de si e soberbos (2 Tm.3:2 - Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos), estes são os que ensinam segundo suas cuncupiciências, profanando os altares de Deus, em busca de riquezas neste mundo. Precisamos sempre conhecer as escrituras e vivermos como elas nos ensinam (Tg.1:22 - E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos), desta forma estaremos fazendo a vontade do Pai, permitindo a mudança que o Espírito Santo fará em nós. Não há nada que não esteja revelado na Palavra de Deus, ela é a revelação da Graça, do Amor, da misericórdia e da Justiça de Deus. A Palavra de Deus é eterna (1 Pe.1:23 - Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.)!
Irmãos e irmãs, abram os seus corações, permitam que o Espírito de Deus venha residir nele, creiam na promessa de Deus e mais do que isso, creiam que Deus é o nosso Pai e que Jesus é o nosso Salvador, que o Sangue por Ele derramado nos redime, nos coloca outra vez em contato com o nosso Criador e Senhor e entrega a tua vida para Jesus, sem receios e aprenda a depender de Deus, coloque Ele no controle da tua vida, faça tudo o que Ele te pedir, pois Ele tudo proverá a ti, principalmente a vida eterna no Seu Reino Celestial. Amém!

Por Sulino Waldecy Camargo de Oliveira

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Não poderás servir a dois Senhores!



Mateus 6:24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro.

"Ninguém pode servir a dois senhores", disse Jesus. Porque onde estiver o seu tesouro, aí estará também o seu coração. E eu pergunto: Onde está o seu tesouro?

Tesouro é qualquer coisa que a gente deseja mais do que tudo, é a prioridade e razão de viver. Toda pessoa tem ou está em busca de algum tesouro. Pode ser dinheiro, família, relacionamento. Como saber se é um tesouro? Se você achar que não pode viver sem, ou que só vai ser realmente feliz se conseguir aquilo, então é seu tesouro.

Pode ser algo tão banal quanto emagrecer e melhorar de aparência. Já ouviu falar de pessoas que morreram tentando? As pessoas são capazes de qualquer coisa por um tesouro estético. Já ouviu falar de alguém que matou ou morreu pela pessoa amada? Aquele relacionamento era o tesouro, o senhor da vida daquela pessoa.

Avalie os seus tesouros no longo prazo e você vai entender o que Jesus quis dizer. Em cem anos todas as pessoas que você conhece hoje estarão mortas. Na melhor das hipóteses, se você tiver sido alguém de destaque, colocarão um busto seu em alguma praça para sua cabeça virar latrina de pombo.

Quando Jesus usou a expressão "servir a dois senhores" estava falando da relação escravo-senhor, e eu nem preciso lhe dizer como é fácil nos tornarmos escravos do dinheiro, da carreira e do sucesso. Todas essas coisas podem ser boas e lícitas, mas Deus não quer que sejam o centro e a razão de nosso viver. Deus reivindica esse lugar.

A diferença é que, quando é ele quem ocupa esse lugar, já não somos escravos, mas filhos. Todas as outras coisas são conseguidas com esforço. Deus você consegue quando descansa, quando entrega os pontos, quando coloca em sua vida uma daquelas faixas: "Sob nova direção".

Só em Deus você encontra descanso, porque ele fez todo o trabalho. Só em Deus você encontra plenitude, porque... oras, porque ele é Deus! Mas de que Deus estou falando? Do único, do seu criador, daquele que não espera que você faça algo para se salvar, mas que providenciou tudo para você poder chamá-lo de Pai. O Deus que enviou o seu Filho ao mundo para morrer para sua salvação e ressuscitar para sua justificação.

Eu não disse que alguém é capaz até de morrer por um tesouro? Por qual tesouro você acha que Jesus deixou o céu para vir a este mundo morrer? Você. E você, qual é o seu tesouro?

Por Mario Persona - www.3minutos.net

Oração do Pai Nosso


Orar é se reconhecer fraco, incapaz e dependente de Deus. Nada disso agrada o ser humano que desde criança é ensinado a ser independente e, quando cresce, consome livros de auto-ajuda. Portanto, a oração é a negação da auto-suficiência.

Jesus ensina que orar não é ficar repetindo palavras como fazem os pagãos. Não é entoar sons hipnóticos como os mantras tibetanos ou usar de palavras mágicas ou fórmulas secretas para liberar algum tipo de energia cósmica. A oração não é Shazam ou o Abracadabra do cristão. Orar é comungar com Deus nossas necessidades, sentar-se ao lado dele e conversar sobre elas.

Mas por que orar se Deus sabe de antemão o que precisamos ou vamos pedir? Porque Ele quer enxergar dependência em nós e porque gosta quando conversamos com Ele. Orar é fazer o caminho inverso do homem no Éden, que quis ser independente de Deus, auto-suficiente e dono de seu próprio nariz. A oração nos põe de volta em nosso devido lugar.

Antes de ensinar a oração conhecida como "Pai Nosso" Jesus condenou a mera repetição de palavras, portanto o "Pai Nosso" não é uma oração para ser repetida. Trata-se de um modelo de como devemos orar. Não é "o que", mas "o como".

Primeiro vem o reconhecimento da posição que Deus ocupa, no céu, acima de nós, e de sua santidade, que significa separação do mal. Equivale reconhecer que os nossos interesses particulares podem não ser os interesses de Deus, que vê o cenário todo de cima e sabe o que é melhor para nós.

Daí o "venha a nós o teu reino" e não o contrário. Os interesses do céu devem prevalecer sobre os da terra. É só após reconhecermos o que Deus é, e que ele tem a primazia, que vêm os pedidos, que são basicamente para o suprimento das necessidades físicas e de proteção, intercalados com um pedido de perdão.

Esse perdão não é o perdão judicial de nossos pecados, que recebemos por graça e pela fé em Jesus. Aqui é um perdão parental, relativo. É a condição momentânea para recebermos o que pedimos. É como se meu pai dissesse: "Marinho, você não vai ganhar a bicicleta enquanto não fizer as pazes com sua irmãzinha".

Mas como perdoar? Com o perdão de quem já foi perdoado. Aí sim, o perdão judicial, absoluto. Para entender melhor isso, veja como o apóstolo Paulo coloca o perdão em sua carta aos colossenses: "Assim como Cristo perdoou vocês, perdoem também os outros". D ponto de vista judicial, só consigo perdoar porque fui perdoado.

Você já foi perdoado de todos os seus pecados? Esse perdão pleno e absoluto você só obtém porque Jesus pagou o preço em seu lugar morrendo na cruz e ressuscitando. Deus quer perdoar. Esta é a primeira oração que você deve fazer.

Por Mario Persona - www.3minutos.net

terça-feira, 2 de novembro de 2010

O QUE É PREGAÇÃO


2 Ti.4:1 – Conjuro-te, pois, diante de Deus e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no Seu Reino, 2 – que pregues a palavra, instes (argumente) a tempo e fora de tempo, redarguas (corrigir), repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. 3 – Porque virá o tempo em que não sofrerão a Sã doutrina, mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias cuncupisciências; 4 – e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.
Pregar a Santa Palavra de Deus é uma Exultação Expositória do que Deus quer falar conosco. Explicar exultando o sentido da Palavra de Deus que é infalível, Inspirada e Profética em todos os 66 livros que formam a Bíblia Sagrada. O pregador deve minimizar totalmente suas próprias opiniões sobre a Palavra de Deus e exaltar e explanar o sentido revelado a ele pelo Espírito Santo da Palavra de Deus, sentido que vai inspirar e mudar as vidas das pessoas que aceitam Jesus Cristo em suas vidas. Pregar a palavra de Deus é trazer aos irmãos o Alimento Espiritual que Jesus nos ensina em Mt.4:4, que nos alimentaremos de toda Palavra que sair da boca de Deus, assim como em Jo.4:10, onde Jesus nos revela que Ele é a Água Viva e que aquele que beber desta água jamais sentirá sede, pois esta água se fará fonte dentro dele para a vida eterna (Jo.4:14).
A Palavra de Deus é o que nos mostra o caminho Espiritual e como sairmos do caminho da carne, do caminho natural, que nos levam a morte, enquanto a Palavra nos leva a vida eterna. A Palavra de Deus é libertação, nossa salvação e a nossa vida eterna. A Palavra é Jesus, nosso caminho, nossa verdade e nossa vida, somente com Jesus chegaremos diante do Pai Celestial (Jo.14:6).
O pregador da Palavra de Deus, além de ensinar, deve exultar a mesma fazendo de sua pregação a sua Adoração a Deus e através desta inspiração e ensinamento levar com que os irmãos que escutam esta Palavra adorem a este nosso Deus maravilhoso, repleto de Amor e Misericórdia para com Seus filhos. Durante a pregação o evangelista adora a Deus dando a Ele o que tem de melhor, com compromisso, amor e temor, estando preparado e consagrado a Deus, vivendo aquilo que prega, pois somente desta forma a igreja que o ouve sentirá o mover do Espirito Santo, pois a pregação não é do pregador, mas sim do Espírito Santo de Deus, que sabe o que os irmãos precisam receber, só Ele sabe do clamor daqueles que vieram à igreja naquele momento, só Ele sabe que alimento salvará o filhos que sofrem, gemem e clamam pela sua cura Espiritual e física.
A Glória da verdade da Palavra de Deus é o que deve ser pregado, as promessas de Deus para os filhos que lhe obedecem e o aceitam como único e suficiente em suas vidas, a Glória da Graça de Deus que nos dá a Salvação, pelo sangue do Cordeiro de Deus, a Glória de Deus que entra nos corações sofridos e empedrados dos irmãos que buscam ao Senhor como sua última súplica por uma vida melhor e na presença de Sua Majestade Eterna e Divina.
O bom servo, que prega a Palavra de Deus, a prega de acordo com a vontade de Deus, sabendo que é uma parte do corpo da igreja de Jesus, traz a Palavra para inspirar e motivar aos irmãos na busca de sua salvação, a pregação tem como alvo os corações que precisam ser modificados pela ação do Espírito Santo nas vidas de cada um. A Palavra pregada deseja que cada um aprenda a Amar, Adorar e a Temer a Deus, fazer que cada um de nós venhamos a Amar ao nosso próximo como a nós mesmos! Que Deus te abençoe!